segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Qual a Importância do Inglês no Mercado de Trabalho?




O mercado de trabalho e os idiomas estrangeiros: qual idioma escolher?


Essa é uma pergunta que muita gente se faz. Mas, na realidade, ela deveria já ter perdido completamente seu direito de existir. Por que? Muito simples. A importância do inglês no mercado de trabalho é total. Mesmo que digam para você que espanhol é bom, mandarim é uma excelente opção para o futuro. Esqueça tudo isso. Sem saber falar inglês fluentemente lhe será completamente impossível conseguir uma colocação numa grande empresa. Espanhol e quaisquer outras línguas que você quiser aprender servirão como diferenciais para sua contratação. Mas se não saber inglês, nada feito.

O inglês é a língua chave para o mundo dos negócios. Chineses e Latino-Americanos devem falar espanhol ou mandarim? Claro que não. Mesmo essas sendo suas línguas maternas, eles necessitam do inglês para poder chegar “aonde o dinheiro está”. E essa é a principal confirmação para minhas argumentações.

Hoje em dia, quanto mais idiomas você falar fluentemente, mais importante e mais longe você evoluirá em sua vida profissional. Assim, torna-se muito simples entender a importância do domínio do inglês diante das exigências cada vez maiores de qualificação na disputa de vagas de emprego.

Mesmo em empresas onde raramente você usará o inglês em suas atividades corriqueiras, o domínio do idioma lhe garantirá o devido destaque na hora de uma promoção ou de uma colocação num posto melhor ou numa vaga para uma cidade que deseje.

No mercado de trabalho, o inglês é tão básico como saber ler e escrever ou saber operar um computador com os softwares básicos para escritório. Assim, como em todos os outros pré-requisitos, o domínio do inglês deve ser buscado desde cedo. De preferência começar na infância. Desta forma, ao chegar a idade de encarar a busca pelo primeiro emprego, o jovem já terá o domínio completo e será capaz de “sentir” o inglês como se fosse sua língua materna. Contudo, não se iluda, isso não será fácil. Basta analisar-se a quantidade de pessoas que fazem cursos de inglês para depois sofrerem uma espécie de “bloqueio” e simplesmente não consigam falar uma única palavra; apesar de entenderem e conseguirem escrever no idioma.

Sendo assim, um bom curso de inglês deve ter sempre em mente que seus alunos fazem o curso tendo em vista aprimorarem-se profissionalmente ou buscar sua primeira vaga. Portanto, devemos ter muito cuidado ao procurar uma escola de idiomas, uma vez que entrar no mercado de trabalho exigirá a fluência no idioma e que as aulas voltadas para a conversação, como a metodologia Wizard assegura, devem ser não só estimuladas como muito exigidas . Muito mais do que a gramática e o ensino do “lado acadêmico da língua”, a conversação é o principal alvo a ser alcançado. Pois só ela dará ao aluno a verdadeira fluência verbal e auditiva tão necessária e tão desesperadamente buscada pelas empresas. Nesse quesito a Wizard sai na frente, garantindo um inglês de qualidade onde você vai aprender tudo o que se rpecisa para ter sucesso também no mundo dos negócios.

Além disso, é importante fazer-se entender ao aluno que o aprendizado do inglês deve ser sempre em modo de imersão total. Ou seja, deve ouvir músicas (ou fazer atividades de listening) , ver filmes e assistir canais de TV (Wizard TV) sempre em inglês e sem legendas. Dessa forma, aumenta a percepção das nuances da língua e fica muito mais fácil captar e aprender corretamente a forma como ingleses ou americanos falam.

Assim aprender inglês tendo como alvo o mercado de trabalho é sempre uma opção acertada e que só percebemos sua importância quando perdemos uma vaga ou uma promoção por não termos conhecimento sobre esse idioma tão interessante.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário